Abrindo o coração: porque decidi empreender

Abrindo o coração: porque decidi empreender - Blog | Wall Done
Larissa Rothen
Meu mundo
27 de agosto de 2018

Abrindo o coração: porque decidi empreender

Ter a minha própria empresa foi a decisão mais difícil e ao mesmo tempo mais fácil que tomei em toda a minha vida. Papo de louca né? Rs mas vou te explicar porquê.

Para isso, preciso te contar um pouco mais sobre a minha criação e também sobre minha trajetória profissional antes de criar a Wall Done.

Bom, meus pais são funcionários públicos e nem preciso dizer que a vida de alguém que segue carreira nesse meio é permeada pela palavra que brilha os olhos de muitos…a chamada ESTABILIDADE. Então, eu nunca vi meus pais tendo aquela preocupação de não poder contar com um salário fixo no final do mês e muito menos de ter medo de não ter mais o emprego no dia seguinte.

Todo este cenário profissional dos meus pais que cresci acompanhando acabou criando lá no fundo a ideia de que ter um emprego fixo me traria aquela tranquilidade que eles tinham. Além disso, existe também toda aquela questão de que nosso sistema de ensino prepara as pessoas para serem funcionários e não para empreender.

[PARENTESES: Gente, eu estou contando tudo isso apenas para contextualizar sobre as circunstâncias que me levaram a tomar a decisão de empreender. Acho que toda forma de trabalho é digna e tem seu mérito e jamais vou criticar e muito menos julgar a escolha de alguém.]

Bom, o que eu fiz então? Segui o padrão: me formei e em seguida fiz duas pós. Trabalhei alguns anos na área de projetos de grandes construtoras. Eu gostava do que fazia mas no fundo sempre parecia estar faltando algo, algum propósito maior sabe? Além disso, algumas situações me levaram a enxergar um lado meio cruel mesmo do mundo corporativo e isso foi me entristecendo, dia após dia.

Decidi então largar o emprego em busca de algo novo pois aquela realidade já não me fazia mais feliz. Fiquei ainda um bom tempo prestando serviços na área, porque ainda não sabia de fato o que eu iria fazer. Eu tinha somente a certeza dentro de mim de que de alguma maneira eu precisava mudar, me redescobrir.

Foi aí então que veio uma voz lá no fundo perguntando a mim mesma: porque não empreender? Aquilo ficou na minha cabeça por meses e a resposta estava aqui, dentro da minha própria casa. Logo quando eu me casei com o Edu a gente pintou uma parede da cozinha de cinza e eu decorei ela com um monte de objetos diferentes (quadro, vaso, espelho, relógio…) e um belo dia eu fiquei olhando muito pra ela e pensando: “nossa, ficou muito legal essa mistura” e aí que veio a ideia de transformar essa “mistura de objetos na parede” em um negócio.

Depois que a ideia veio e se amadureceu um pouco mais, iniciei uma árdua batalha contra mim mesma rs. Como assim abandonar toda uma carreira para começar algo totalmente novo? O que meus pais vão pensar? Como vou me virar financeiramente? Foram muitos os questionamentos e acredito que todo mundo que resolve largar um emprego estável para empreender enfrenta isso.

Passei por um período bem difícil mas de muito autoconhecimento. Me fortaleci nas minhas convicções e finalmente decidi mudar o rumo e abrir minha própria empresa. Recebi muito apoio do meu marido que é um empreendedor nato e até dos meus pais que imaginava que iam torcer o nariz.

E assim dei início a minha jornada nesse universo desconhecido e de muito aprendizado.

Porque então foi a decisão mais difícil e mais fácil ao mesmo tempo? Simples, porque toda mudança é difícil, principalmente aquelas que mexem com suas crenças. Mas, ao mesmo tempo, quando estas mudanças te libertam e te abrem para caminhos mais felizes o que era difícil fica fácil e leve. =)

São muitos os desafios de ser um empreendedor, principalmente na situação atual do nosso país. Mas eu sigo com a certeza de que fiz a escolha certa e que minha vida nunca mais será a mesma.

‘A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original’. (Albert Einstein)

Comenta aqui você que também passou por isso. Adoraria saber mais sobre sua história!

Abraços,

Lari.

Meu Kit 0
Ver produtos do kit Continuar comprando